quarta-feira, 9 de novembro de 2016

A DESCOBERTA

Já estávamos no estacionamento, dentro do carro ainda, quando bateu aquele medo, mas ambos sabíamos que iriamos enfrenta-lo, assim como enfrentamos. Demos um breve olhar um ao outro, respiramos, saímos do carro e entramos.


Esse momento foi o ultimo passo de uma curiosidade que parecia maior que nos. Entrar e ver o que acontece dentro de uma casa de swing. A escolhida foi na nossa cidade, depois de varias consultas, houve varias desistências anteriores, mas desta vez não. O nosso maior medo e' que somos casados, não, não somos casados nos dois, nos dois somos amigos. Ela casada ha 4 anos, feliz. Eu casado ha 8, também feliz. Somos amigos de longa data, ela uma mulher maravilhosa, linda, boca sensual, cabelos maravilhosos, loiros, seios que enfeitiçam, malhada e uma bunda linda: Uma linda mulher e esposa. e eu?...eu sou eu.

Certa vez em uma conversa confidenciamos essa nossa curiosidade e muitas vezes esse era o nosso assunto chave, mas como disse ambos casados, uma vez dava para um ir, outra vez dava apenas para o outro ir. Mas desta vez encontramos uma casa de swing que abre de tarde e ambos poderíamos ajustar nossa agenda para irmos. E decidimos então montar um plano. Nos nunca tivemos qualquer relação amorosa ou sexual. Obvio que eu tenho um super tesão nela e a hora que ela quisesse eu estaria pronto, mas o momento certo não tem preço. Pelo menos isso e' o que sempre pensei.

Ela me deu varias regras para irmos, primeiro: iriamos só para olhar. Segundo: Não poderíamos ficar muito tempo. Terceiro: eu deveria protege-la. Quarto: teríamos de arrumar uma mascara para que ela jamais fosse identificada e uma peruca para escondermos seus cabelos loiros. Enfim uma tarde de quarta feira foi a escolhida e com muito receio e quase desistindo fomos para a tal balada.

Dentro do carro, no estacionamento ao lado da casa de swing ela se olhou no espelho e arrumou a peruca e a mascara, eu olhei para ela e não pude deixar de avisa-la que estava linda e sexy. Ela sorriu e falou para eu me lembrar das regras, mas agradeceu o galanteio. Segurei em sua mão e falei: - Vamos! Ela desceu do carro, jogou os cabelos agora negros por cima do rosto, deixou a cabeça levemente abaixada e chegamos a porta e assim entramos.

Quando entramos percebi que não precisávamos de todo esse medo de ser reconhecidos, a casa era bem escura, como uma balada qualquer de musica eletrônica, muitas luzes negras não deixa vc realmente fixar o rosto de uma pessoa um pouco distante. Escolhemos uma mesa mais ao fundo e mais escura sentamos, lado a lado e ficamos observando o movimento. Primeiramente para ver se não avistávamos alguém conhecido, depois, claro, para olharmos as pessoas que ali estavam. Alguns casais, não muitos, talvez uns 15 se estavam em volta da pista como nos. Ficamos ali durante uns 5 minutos só olhando. Obvio que eu tava com um tesão enorme para come-la, mas me contentava em ficar com as pernas grudadas. Quando decidi ir ate o bar e pegar umas bebidas para nos. Quando retornei trouxe dois shots de tequila e uma caipirinha de morango, tudo para quebrar o gelo.

Logo que bebemos, já estávamos mais acostumados e seguros com a casa então decidimos dar uma volta para ver o que acontecia, já que varias pessoas já tinham abandonado a pista e sumido pelos corredores. Ela com receio de ser atacada me lembrou que eu devia protege-la, então ela foi na frente e eu atras dela de mãos dadas. Como se fossemos realmente um casal casado, entramos em um corredor que tinha algumas mesas aos lados com sofás laterais e o legal era que se vc quisesse poderia sentar ali e fechar a cortina e tirar um sarro ali ou ate mesmo foder. Só que qualquer um que passasse pode abrir a cortina e ver o que acontece ali. Mas naquele horário todas as mesas estavam vazias e todas as cortinas abertas. Com certeza os casais que vimos anteriormente nao estavam ali, então entramos num outro corredor a frente.

Nesse sim, algo já acontecia, os gemidos já apareceram. Era um corredor de uns 10 metros, haviam cabines de treliças de ambos os lados, duas daquelas cabines estavam fechadas, portanto havia gente ali, estava fácil de saber quais, pois existiam casais do lado de fora olhando para dentro para ver o que acontecia, e nos fomos um desses. Ela colou seu rosto na treliça para ver e eu fiquei atras dela para "protege-la" Também colei meu rosto para ver o que havia ali dentro e vi uma mulher de 4 gemendo com o seu macho que estocava forte nela, o barulho da pele batendo e os gemidos naquela penumbra me excitou na hora, meu pau duro encostou na minha amiga que não se moveu, estava entretida assistindo aquele espetáculo, senti quando sua mão apertou a minha, o tesão definitivamente tinha abalado as estruturas de Laura, meu pau duro encostava meio que lateralmente na sua bunda, tentei deixar a outra mão escorregar pelo seu corpo para chegar no seu quadril, mas ela bloqueou, mas não tirou os olhos da cena que via.

O casal que estava próximo de nos, decidiu deixar de olhar a mesma cena que víamos, quando o casal que estava dentro da cabine anunciou o gozo. O rapaz que estava fudendo a morena bunduda gozou e para nos o show terminou também. Decidimos andar em frente e vimos uma porta que era a de entrada para um cinema, uma sala não muito grande, mas cabe umas 20 pessoas. Quando entramos passava um filme erótico e tinha um casal sentado na segunda fileira, o cara com o pau pra fora e uma mulher de meia idade batendo uma punheta pra ele. Minha amiga fingiu não fixar o olhar no mastro do cara. Perguntei se ela queria sentar ali no cinema um pouco e ela disse que não. Então, saímos daquela sala e entramos em uma outra onde havia um ônibus, entramos e saímos do ônibus sem muita coisa, já que não havia ninguém ali. Entramos numa outra sala onde o segurança que estava na porta avisou-nos que ali era o labirinto.

Entramos no labirinto o lugar mais escuro da casa, aproveitei e colei meu corpo no dela, na verdade dei uma encoxada gostosa nela, aposto que ela sentiu meu pau duro. A primeira coisa que avistamos logo que viramos na primeira esquina do labirinto, foi uma mulher semi nua virada de frente para nos sentada no pau de um cara, cavalgando e olhando para nos. Paramos meio que assustados com a tal cena e ficamos admirando aquela foda por alguns segundos, ate que minha amiga Laura me puxou para seguirmos em frente, eu a segurei um pouco e falei para ela espera só um minuto. Ela insistiu para irmos, mas eu falei só um minutinho e coloquei minha mão no seio da mulher que estava cavalgando, a mulher jogou a cabeça para trás como se oferecesse os dois e foi o que eu fiz, larguei da mão da Laura e segurei os dois seios da mulher que já foi procurando meu pau, eu já estava entrando no jogo quando Laura me chama para irmos.



Foi muito difícil deixar aquela peituda gostosa para trás mas me lembrei que fui ali por causa da minha amiga e também ela pegou na minha mão forte como se eu fosse de sua posse e isso me deixou com tesão na Laura. Segui atras dela e a encoxei de novo, ela pediu para eu lembrar do trato e para eu ter calma. Isso não me fez parar eu estava com muito tesão e vontade de trepar ali. Quando dobramos mais uma esquina demos de frente com duas belas mulheres se beijando, havia um local para se sentar ao lado então chamei Laura nos sentamos e ficamos ali admirando as duas belas mulheres. Neste momento botei minha mão entre as pernas de Laura, pena que estava com uma calça jeans, ela foi decididamente a não transar ali, então foi precavida. Neste momento aparece um outro casal e o cara nem pensou duas vezes deixou sua parceira meio de lado e encostou nas duas que foram muito receptiva com ele. Sua parceira ficou próximo da gente e eu a convidei a sentar ao nosso lado e ela aceitou.

As mulheres começaram a trocar beijos com o cara e agora havia 3 espectadores para aquela cena, logo uma delas se ajoelhou e tirou o pau do cara pra fora e começou a chupa-lo, não estavam a mais de 1 metro de nos e nos olhávamos atentamente aquela cena. Logo a que não estava chupando o cara e sim o beijando, tira a blusa e deixa os belos seios para o cara chupar. Estava com meu pau quase explodindo, deixei minha mão escorregar e chegar na perna da parceira do cara que estava ao nosso lado, ela foi muito receptiva, abriu as pernas e como ela estava de saia eu já fui em busca da sua bucetinha e a encontrei molhada aguardando meus dedos. Laura não tirava os olhos da cena na nossa frente, ate que a mão da garota ao meu lado chega no meu pau e ela me pergunta, também chamando a atenção da Laura. Se nos não queríamos participar e irmos os 6 para uma cabine fechada.

Falei que seria tentador mas menti para ela dizendo que eu e minha "esposa" tínhamos ido apenas para olhar. Mas eu pensei nesse momento que eu não tinha o porque de não foder ali, quem não " queria " era a Laura eu não então tive uma ideia que afetou toda a construção das regras que havíamos feito. Disse a mulher ao meu lado, com a Laura ouvindo, que minha " mulher " gostava de ver e não se importava se eu fizesse, ela ate gostava, só que ela não participava. A garota ficou entusiasmada, e num impulso segurou tanto a mão dela como a minha e falou para Laura: - Se vc gosta de ver, vem ver uma coisa. Passou pelo seu parceiro falou algo no ouvido dele e nos puxou para fora do labirinto. Quando saímos já entramos numa porta, era uma cabine, ela fechou a porta pediu para a Laura se sentar e quando ela o fez a garota virou para mim e me beijou.

Eu nem pensei já coloquei minhas duas mãos na sua bunda e levantei sua saia, olhei para Laura que estava me olhando fixamente. A garota se agachou e tirou meu pau para fora e começou a me chupar. Foi a primeira vez que a Laura viu meu pau, vi que ela ficou incomodada, acho que não pelo que estava acontecendo e sim por não participar, vi que ela não tirava o olhar da garota com o meu pau na boca. Levantei a garota a coloquei de 4 ao lado da Laura, a virei um pouco mais para o meu pau ficar a vista de Laura, coloquei uma camisinha e comecei a fode-la ali. Quando meu pau rompeu a sua entrada a garota gemeu e eu não podia parar então a fodi forte ali. A fodendo toquei no rosto da Laura que me olhou com uma cara de tesão quase que implorando para que eu colocasse meu pau nela, mas eu não tinha essa certeza e existia as regras.

Segurei a bunda da nova amiga e abri, ela entendeu que eu olhava seu cuzinho, nossa amiga olhou para trás direto no meu olho e sorriu e perguntou o que eu tava querendo? Bem ofegante falei: - Seu cu! Ela sorriu novamente e disse: poe de devagar. Enquanto eu a penetrava olhava Laura, queria que ela imaginasse que era ela quem devia estar ali. Laura abriu a boca e fixou seu olhar na penetraçao. Eu não queria gozar, então fingi que gozei. A garota logo se recompos olhou para a Laura e perguntou: - Gostou de ver? Laura disse que sim, a garota me deu um leve beijo no rosto e saiu da cabine. Laura ficou ali me vendo nu com o pau a riste mas nao fez nada e eu fingi que nada tinha acontecido, coloquei minha calça e a chamei para sairmos dali, logico que eu queria e esperava que ela falasse que nao e que nos pudessemos trepar naquela hora, mas ela meio atordoada ainda nao falou nada.

Saimos dali e demos de frente com uma cabine igual a que estavamos, dois casais nem fecharam a porta e fodiam como se nao houvesse amanha. Uma das mulheres estava de quatro e a outra cavalgava o macho dela com o bundao virado para nos. Paramos ali e ficamos assistindo. Logo colei meu corpo no dela para ela sentir novamente meu pau, que agora ela ja conhecia. Ficamos ali vendo entao eu abraçado com ela coloco minha mao naquele peito grande e maravilhoso dela, pela primeira vez ela nao relutou, deixou o jogo rolar. Com a mao no seu peito deixo meu dedao resvalar nos seus labios, ela amolece o labio e da uma breve lambidinha no meu dedo, enquanto isso o cara que fodia a mulher de 4 para, ate pensamos que eles iam fazer a troca de casais nessa hora, mas nao, o cara deixou a mulher de 4 e foi se posicionando atras daquela que cavalgava o outro cara. Sei que a menos de um metro e meio estavamos nos dois abraçados, vendo uma dupla penetraçao.

Deu para perceber o exato momento em que a mulher foi invadida por dois paus, o seu gemido fora completamente diferente de qualquer um, logo a dança a tres contagiava o ambiente, outras pessoas pararam pra ver. Eu queria voltar com a Laura para a nossa antiga cabine e fode-la ali. Abri sua calça e fui colocando a minha mao dentro, so que os caras gozaram. E logo foi dispersando aquele tesao todo. Ela viu a oportunidade e fechou sua calça e me pediu para irmos ate o bar, ela precisava beber alguma coisa.

As pessoas estranhas nao nos assustava mais, entao passamos pela pista de maos dadas e fomos ate o bar, ela pediu um shot de tequila e eu outro igual, porem pedi uma agua tambem para me recompor.  Falei pra ela: - Vamos voltar la pra bagunça. Ela me sinalizou com um sim, virou sua bebida mas olhou no celular, logo se espantou com o horario, ja estavamos ali ha duas hora e parecia so quinze minutos. Entao ela me falou que precisava ir embora ja eram quase seis e meia. Eu fiquei desapontado, mas tambem precisava ir embora, Tomei a decisao dificil e resolvemos entao ir.

Entramos no carro e logo apos uma breve conversa, sem querermos ficamos uns vinte e cinco minutos em silencio, respeitei esse momento dela, ate mesmo para tentar colocar os pensamentos normais de volta no lugar daquela perversidade toda. Quando chegamos em frente ao estacionamento onde ela tinha deixado o carro fui me despedir dela e perguntei se ela havia gostado? Nao virei meu rosto para beija-la, mas ela segurou meu rosto e virou a minha cabeça para me beijar no rosto. So que nao beijou, foi ate meu ouvido e com uma voz sedutora disse: - Gostei muito! Estava ja ficando desapontado de nao te-la pra mim, foi quando ela colocou sua mao na minha perna, apertou forte e deu uma resvalada no meu pau e disse antes de sair: - Vamos voltar semana que vem de novo? Meu rosto, meu pau que ja tava duro de novo e minha alma ja disse sim.

Ela abriu a porta e foi saindo, eu aproveitei e passei levemente a mao na sua bunda, ela olhou para tras, sorriu e falou: - Ate semana que vem.

3 comentários:

  1. De tirar o fôlego! Amei esse jogo de sedução, esse atrai-repele, quero a parte 2 ;)
    http:/www.umavidaemandamento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adoro contos eróticos se quiser troca link e só comentar nos videos http://pornohub.mobi/

    ResponderExcluir